Sabes que planta é esta? Nem imaginas o que ela pode fazer ao teu corpo! É incrível!

Esta planta é verdadeiramente incrível! É impressionante o que ela pode fazer ao nosso corpo! Além de incrementar as receitas culinárias, dando cor e sabor ao prato, a salsa também proporciona muitos benefícios à nossa saúde.
A erva aromática é originária do Mediterrâneo e apresenta propriedades que podem purificar os órgãos vitais, tratar e controlar a hipertensão e combater o aparecimento de distúrbios inflamatórios.
Propriedades e benefícios A salsa, também popularmente conhecida como salsinha, é rica em vitaminas A, B1, B2, C, D e K, além de minerais como cálcio, ferro, fósforo, magnésio e potássio.

Fortalecimento do sistema imunológico As vitaminas A e C presentes na salsa ajudam a fortalecer o sistema imunológico do organismo.

A vitamina C é necessária para o colagênio, principal proteína estrutural do tecido conjuntivo, mantendo ossos e dentes saudáveis, além de acelerar o processo de cicatrização de feridas.
Já a vitamina A fortalece as mucosas, membranas e o revestimento dos olhos, das vias respiratórias, urinária e intestinal.
Os linfócitos, as células brancas do sangue, também dependem desta vitamina para combater as infecções no organismo.
Purifica os rins Devido à sua grande capacidade diurética, a salsa é um ótimo remédio natural para purificar os rins, pois estimula a função renal e facilita a eliminação de líquido do corpo.
Rica em ferro Por ser rica em ferro, esta erva é recomendada para as pessoas que sofrem de anemia, anorexia e aquelas que apresentam fraqueza, fadiga ou cansaço físico.
Rica em antioxidantes A salsa é rica em substâncias antioxidantes, como a luteolina, que auxilia no combate aos radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce das células e o aparecimento de doenças como cancro.
A luteolina também serve como um agente anti-inflamatório.
Por ser rica em antioxidantes, a salsinha pode auxiliar na limpeza e rejuvenescimento da pele e fortalecimento das unhas e cabelos.
Poder anti-inflamatório Ao lado da luteolina, a vitamina C presente na salsinha serve como um agente anti-inflamatório.
Quando consumido regularmente, o alimento pode combater o aparecimento de distúrbios inflamatórios, tais como osteoartrite (degeneração da cartilagem articular e o osso subjacente) e artrite reumatoide, doença que causa a inflamação das articulações.
Combate o cancro De acordo com alguns estudos realizados, a salsa, especialmente o seu óleo essencial, pode ser capaz de inibir os tumores cancerígenos.
Esta erva tem sido indicada pelos cientistas como um alimento “quimiopreventivo”.
Auxílio no processo de digestão Tomar uma xícara da infusão de salsa antes das refeições pode melhorar o processo de digestão dos alimentos, evitando espasmos intestinais, digestão lenta e prisão de ventre.
Maneiras de consumir a salsa A salsa pode ser consumida crua em saladas, junto com diferentes verduras ou em vitaminas com quaisquer frutas, no café da manhã ou nos pratos principais.
Os benefícios proporcionados por esta erva aromática também podem ser aproveitados por meio de sua infusão, antes de cada refeição para uma boa digestão.
Em algumas pessoas, o consumo em excesso pode causar reações alérgicas na pele e outros efeitos colaterais, como anemia e problemas no fígado ou nos rins.
Lembre-se que tudo deve ser equilibrado!
Comentários

Mas afinal com que frequência devemos lavar o cabelo? Será que sabes?

O nosso cabelo por vezes fica oleoso, mas outras não, e por causa disso devemos saber quantas vezes é preciso realmente lavar o nosso cabelo. Isto p...


343