Sabes como as salsichas são feitas? Tens mesmo a certeza? Então se tiveres coragem vê!

Muita gente diz que o processo de fabricação das salsichas é nojento.
Mas acredita, é muito mais nojento do que dizem.
Vê como a salsicha do cachorro quente é feita (se tiveres coragem)! Vê como a indústria faz esse produto e entende de uma vez por todas porque tanta gente tem preconceito com este alimento!
As salsichas que vão no recheio dos cachorros-quentes ou hot dogs são alimentos perigosos de ser ingeridos, disso toda a gente sabe.
Ou, mesmo se não acreditares, já deve ter ouvido alguém comentar sobre o assunto.

Isso acontece porque, assim como outros alimentos embutidos, as salsichas precisam ser mantidas em temperaturas adequadas por ser um produto extremamente perecível.
Mas, polémicas à parte, sabes mesmo como a salsicha é feita? Quais são seus ingredientes principais e do que são feitas aquelas películas que ficam no exterior desses alimentos? Se não sabes como acontecem esses processos e nunca conseguiu descobrir qual o ingrediente principal das salsichas, chegou a hora de descobrir.
Só não vale te arrependeres no final, ok? A primeira coisa que precisas saber é que as salsichas são feitas a base de carnes diversas que são descartadas na produção de outros alimentos.
Esses descartes são chamados pela indústria de ‘aparas’, que na verdade é uma forma mais polida de se referir às cartilagens, à gordura e às outras miudezas que sobram das carcaças de vacas, porcos e/ou aves, como carne da cabeça, patas de animais, peles, sangue, fígado e demais “produtos comestíveis do abate” (isso mesmo, usa a tua imaginação).

Para não deitar fora toda essas “sobras”, as fábricas então passaram a usar as aparas pré-cozidas, em temperaturas entre 65ºC e 90ºC, dependendo do tamanho da carcaça ou do tipo da carne em questão.
E esse procedimento não serve apenas para ajudar a retirar o material dos ossos ou para torná-los mais maleáveis.
Essa espécie de fervura serve também para ajudar a eliminar os diferentes tipos de bactérias que proliferam nesses pedaços descartados.
E se achas que a parte nojenta acabou, fica a saber que só está a começar.
A próxima etapa da fabricação das salsichas para cachorro-quente é ainda pior, já que consiste em fazer uma espécie de “massa de carne” ou emulsificado, a partir da mistura de alguns produtos com a carne já moída.
Sal, especiarias e amido, além de água e xarope de milho (ou outro adoçante), são alguns desses produtos acrescentados à receita.

O excesso de líquidos, é sugado da massa, que será embutida em seguida.
É então que toda a massa de carne começa a tomar a forma que conhecemos, em invólucros de celulose, na maioria das vezes.
No entanto, existem também alguns produtos que são envolvidas em tripas de porco, limpas e processadas.
Na etapa final o produto está praticamente pronto e precisa apenas de passar pela defumação, onde recebe alguns aromas especiais como o de bacon.
Na sequência, as salsichas são lavadas em água fria e salgada.
Depois disso, os invólucros de celulose são descartados num descascador.

Antes de serem empacotados, os produtos são manualmente inspeccionados e só então depois etiquetados, para seguir para o mercado (onde só chegam as salsichas sem qualquer tipo de defeito).
Vê, no vídeo, o passo-a-passo de todo o processo.
Comentários

Esta mulher foi fazer uma ecografia... Mas os médicos ficaram espantados com o que descobriram!

Ela sentou-se na cadeira para a médica lhe examinar a barriga, mas quando o médico olhou para o ecrã rapidamente ficaram todos espantados com o que...


70